Residência médica: o que significa R1 e R+?

Entenda o significado de R1 e R+ e saiba como eles influenciam nas especialidades de medicina

Concluir o curso de medicina é apenas o primeiro passo da jornada profissional de um futuro médico. Manter uma rotina de estudos e especializações faz parte da carreira, por isso, é comum que o recém-formado se matricule em formações específicas como o curso de pronto socorro. Há, ainda, aqueles que dão sequência à formação profissional cursando a residência médica.

A residência médica é uma espécie de pós-graduação sob a forma de especialização. O médico estuda em instituições do tipo “hospitais-escola”, executando atividades profissionais remuneradas sob a orientação e supervisão de médicos especialistas.

Ao iniciar a residência, o médico recém-formado se depara com diversos termos e expressões comuns ao curso de especialização. Entre eles estão o R1, R2, R3 e R +. Mas afinal, o que eles significam?

O que é o R1?

O termo “R1” é usado para se referir ao primeiro ano de residência médica. Por isso, ao ingressar na especialização, o estudante será chamado de R1. Por se tratar do primeiro ano, é sem dúvida o que traz mais desafios para o médico residente.

residencia medica

É fundamental que o médico residente R1 demonstre interesse em aprender e tenha foco no atendimento dos seus pacientes. O ambiente de ensino é também o lugar perfeito para conhecer outros profissionais e estreitar relações.

No R1 você pode dar o primeiro passo para criar a sua rede de relacionamentos com outros médicos. Inclusive, muitas residências oferecem oportunidades para realização de estágios fora do hospital, aproveite essas oportunidades para aprender mais, conhecer outros profissionais e usufruir ao máximo da experiência dos colegas.

Conforme você cursar a residência médica, será promovido de titulação. Dessa forma, no primeiro ano você é chamado de R1, no segundo ano será chamado de R2 e no terceiro ano será chamado de R3.

O que significa R+?

A maioria das residências tem duração de cinco anos, porém, algumas chegam a seis anos. Por isso, a numeração é utilizada para indicar o período que está sendo cursado pelo residente.

Como vimos até o terceiro ano, utiliza-se a sigla R3. Depois do terceiro ano, se utiliza a sigla R+. Mas, afinal, o que ela significa?

O R+ indica os anos adicionais de residência após o R3. Portanto, seja no quarto ou no sexto ano, a sigla passará a ser R+. Entretanto, é importante destacar que o tempo de duração da residência depende da especialidade escolhida.

Ingresso na residência médica

O processo seletivo para ingresso na residência médica é direcionado para o R1. O tempo de duração da residência vai depender da especialidade e subespecialidades escolhidas.

Com exceção das especialidades em neurologia e dermatologia, a R1 de clínica médica costuma ser uma exigência para todas as outras especialidades cursadas. O médico deve consultar as regras para ingresso e duração das especialidades escolhidas. Confira abaixo, o tempo de duração de algumas especializações:

  • Cirurgia vascular: 5 anos;
  • Oncologia: 3 anos;
  • Dermatologia: 3 anos;
  • Medicina esportiva: 3 anos;
  • Cardiologia: 2 anos;
  • Endocrinologia: 2 anos;
  • Gastroenterologia: 2 anos;
  • Pneumologia: 2 anos;
  • Reumatologia: 2 anos.

Como se preparar para a residência médica?

Se você é estudante de medicina e já está começando a pensar na sua residência médica é interessante ficar atento a algumas dicas.

  • Pesquise sobre as especialidades do seu interesse, conheça mais sobre a prática profissional de cada uma delas, o mercado e as oportunidades.
  • Selecione os editais de residência médica do seu interesse e estude as provas dos processos seletivos anteriores. Isso vai lhe ajudar a se familiarizar com os assuntos.
  • Ao iniciar os estudos para o ingresso na residência médica, é necessário ter foco, por isso, estabeleça metas diárias e semanais de estudo, com uma rotina e um quadro de horários bem organizados.
  • Faça uma lista dos conteúdos que precisam de maior atenção e dedique um tempo maior a eles.
  • Ao começar a estudar para a residência médica o ponto de partida deve ser os conteúdos que demandam mais dedicação.
  • Analise as questões de provas anteriores e como elas são cobradas, por exemplo, são questões de análise ou memória?

O ingresso na residência médica é sempre tema e debate entre os estudantes de medicina, principalmente pela preocupação com a exigência dos editais de seleção. Para quem deseja alcançar o sonho de cursar uma boa residência médica, a dica é investir em muito estudo e dedicação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.