Como usar mapas conceituais para estudar: veja nossas dicas!

Veja como estudar de forma mais efetiva e organizada! Mostramos Como usar mapas conceituais para estudar, confira dicas!

Nos dias de hoje, quem estuda para concursos e provas de emprego, sabe que temos centenas de ferramentas interessantes a nossa disposição. E no artigo de hoje, vamos falar sobre a ferramenta conehcida como mapa conceitual, que pode te ajudar bastante. Mas se você nem sabe do que se trata, vamos explicar agora.

O que é um mapa conceitual?

Bom, indo direto ao assunto, o mapa conceitual é uma técnica de estudo aplicada desde a década de 1960 e seu objetivo principal é, não só facilitar a memorização dos temas estudados, mas também trabalhá-los ativamente a fim de entender os conceitos e ter a capacidade de analisá-los. Pode ser uma excelente ferramenta nas mãos certas.

O que é um mapa conceitual?

Eles também são usados ​​como uma ferramenta criativa que pode auxiliar na produção de conteúdo, no desenvolvimento de produtos, no gerenciamento de negócios, no planejamento estratégico e muitas outras frentes, não somente como uma ferramenta de estudos.

Como usar mapas conceituais para estudar

Um mapa conceitual evidencia como uma pessoa apreende certo assunto, normalmente de maneira diferenciada de outra pessoa. Os mapas conceituais “simplificam” a abordagem a problemas complexos. Você pode contar com ferramentas tecnologicas como a miro por exemplo que te ajudam a fazer o mapa conceitual de forma fácil e prática.

1. Escolha o meio para fazer o mapa conceitual – Um mapa conceitual pode ser feito no papel ou no meio tecnológico, através de diferentes aplicativos e plataformas. No próximo tópico vamos mostrar algumas opções de ferramenta que você pode utilizar, mas por hora apenas saiba que o primeiro passo é escolher qual meio será usado.

mapa conceitual

2. Defina a ideia central- Para criar o seu mapa, voce deve ter a ideia central definida. Se você não sabe qual é pode começar criandouma lista. Você pode listar todas as ideias e então analisar qual melhor representa a ideia central, classificando as restantes como ideias secundárias.

3. Enumere os conceitos que se relacionam com a ideia central- Em uma folha ou página separada do mapa, faça uma lista com todas as ideias que podem se relacionar ao tema central.

Dessa lista, você vai selecionar os principais. Os itens selecionados devem ser aqueles que englobam os outros tópicos, lembrando sempre da hierarquia.

4. Defina seu método de organização – Tenha em mente que o mapa conceitual tem como premissa representar visualmente a ideia central. Por isso, escolher a forma que você vai conectar os conceitos é muito importante. Você pode optar por usar setas, círculos, quadrados, linhas, enfim – qualquer elemento que seja mais intuitivo para você Este é o momento ir criando seu layout. Por exemplo, se for usar quadrados, deixe as formas vazias já prontas ou desenhadas para ir preenchendo depois.

5. Posicione seus conceitos e relacione-os – Aqui é a etapa final. Depois de ter a estrutura pronta, é hora de colocar os conceitos em seus devidos lugares. Pense sempre nas conexões que você vai fazer entre eles e vá preenchendo seu mapa. Se precisar, pode utilizar as frases de ligação também.

PS: é importante ter em mente que todos os conceitos que forem utilizados no mapa devem estar conectados a pelo menos mais um conceito. Não podem existir ideias soltas.

Considerações finais

Bom pessoal, esperamos que tenham curtido entender como funciona o mapa conceitual e como ele pode ser útil nos estudos ok?

Sugestões de novos artigos podem deixar nos comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.