Programa Mais Educação:aprenda tudo sobre ele!

Criado em através de um decreto no ano de 2007 e regulamentado em 2010, o programa do governo federal Mais Educação busca integrar, durante sete horas por dia, os alunos das redes estadual e municipal de ensino, pelo país.

As principais atividades desenvolvidas pelo programa Mais Educação são: educação ambiental; esporte e lazer; cultura e artes; cultura digital; promoção da saúde; comunicação e direitos humanos na educação. A intenção é a de que ao ampliar a jornada escolar, os alunos possam ter entendimento não apenas das matérias do dia a dia.

ProgramaMais Educação – como funciona?

O programa Mais Educação tem como iniciativa aprimorar o diálogo dos jovens para que o acontece de forma universal, desprendendo de estudos focados apenas na sala de aula e no convívio professor e aluno. Outra demanda a ser atingida pelo programa Mais Educação é preparar o estudante para o mundo real, em que terá concorrência para o início do ciclo competitivo para o ingresso em uma universidade ou para o mercado de trabalho.

Programa Mais Educação

O foco principal é dar suporte adequado para os estudantes que cursam seu ensino básico, fundamental e médio em situações mais vulneráveis e de baixa produtividade por quaisquer motivos.

De acordo com a página do programa, entre as atividades propostas são escolhidas seis a cada ano e inseridas no ambiente escolar. A única atividade que obrigatoriamente deve constar é a de acompanhamento pedagógico. O programa visa um acompanhamento por parte de coordenadores, professores e pais do aluno, para que ao final seja feita uma análise detalhada de sua participação.

Desde o ano de 2009, o projeto Mais Educação acontece por meio de formulário eletrônico de captação, que são gerados através do SIMEC (Sistema Integrado de Planejamento, Orçamento e Finanças do Ministério da Educação.

Repasses do governo federal

O governo federal é responsável pela maior parte dos custos, ou seja, repassa os recursos para a aquisição dos materiais a serem usados, monitores, contratação de mão de obras para pequenos serviços e reparos. Há ainda inciativa para compra de instrumentos para banda e fanfarra, rádio escolar e formação musical, como hip e hop.

De acordo com o Ministério da Educação, responsável pelo programa, em 2011, 14.955 instituições de ensino aderiram ao programa Mais Educação, coma participação de 3.067.644 estudantes. Os critérios definidos foram escolas localizadas em territórios de vulnerabilidade social, ou seja, locais carentes de atividades educacionais e pedagógicas, e instituições inseridas em cidades com população inferior a 18.844 habitantes.

O site dispõe de todas informações para a escola que deseja se cadastrar. O prazo para encerramento das inscrições é sempre no último dia do ano. Os interessados devem preencher alguns requisitos exigidos pelo Ministério da Educação para que possam participar do programa, tais domo os itens abordados acima, como localização e número próximo de habitantes. A escolha das atividades a serem abordadas também devem estar relacionadas a condição e disponibilidade do município, já que algumas das atividades propostas demandam de serviços com maior capacidade.

Pra quem precisa de emprego, já falamos aqui como trabalhar no Ponto frio, sugiro a leitura do artigo.

Segundo o site do Mais Educação, algumas atividades podem ser realizadas ao finais de semana, dependendo da disponibilidade.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *